Cachoeira dos Carrapatos, Brumadinho

10 perfis de Mulheres Viajantes para seguir no Instagram e se inspirar

Por Thaís Carneiro

Separei uma lista com 10 mulheres incríveis e mega diferentes entre si, com propostas e públicos diversos, que se unem através de um único discurso: Mulheres podem ser o que quiserem e viajar como quiserem. Vem conferir essa lista maravideusa?

1. Estrangeira Viagens

Um casal de brasileiras, Gabi e Fabia, que viajam o mundo juntas e por agora, moram em Barcelona, trazem bastante conteúdo direcionado ao público LGBT. Por aqui, já as entrevistamos, lembram? Ambas trabalham com cinema e os vídeos que elas produzem para o canal homônimo no youtube são bem bacanas.

Gabi Torrezani e Fabia Fuzeti do Estrangeira Viagens

 

2. Prefiro Viajar

A Amandinha do Prefiro Viajar é gente como a gente e tem um conteúdo divertidíssimo! Se você não é rica e não sabe fingir costume também, as fotos dela são super inspiradoras não só pelos lugares, mas pela qualidade das imagens.

 

3. Na Estrada com as Minas

Idealizado pela carioca Camila Leite, o Na Estrada com as Minas é um projeto que envolve uma série de mulheres, construindo uma rede colaborativa de viajantes. Além de conteúdos variados, tem bastante discussão para mães viajantes e mulheres que se desdobram em mil para encaixar as finanças para viajar.

 

View this post on Instagram

Nesse dia das Mães quero lhes propor um DESAFIO. . Que tal trocar os panos de pratos e utensílios domésticos por maquiagens, perfumes, livros, viagens? Que tal nesse dia das mães quebrarmos todos os padrões e entendermos que ser mãe é só mais uma das múltiplas funções que uma mulher pode exercer. Que tal nesse dia entendermos que a mãe é muito mais do que só uma mãe, ela é mulher, profissional, estudante, amiga, companheira. Ela é tudo o que ela quiser ser e nós só podemos agradecer por ter em nossas vidas alguém que mesmo sendo tanta coisa consegue ainda ser a melhor MÃE do mundo! . Nesse domingão tão especial, a equipe do Na Estrada com as Minas gostaria de desejar que vocês sejam mais humanos no tratamento com as mães, que sejam mais honestos com as mulheres que dão a luz e que sejam pacientes com quem escolheu não ser mãe. . . 👉 Quer aparecer aqui? Use nossa tag 📸 #naestradacomasminas seja destaque em nossa galeria. . . Foto @Carol_olli16 . . . . . . . . . . #wanderlust #sobrelugares #destinosnacionais #fantrip #prefiroviajar #avidapede #sourbbv #trilheirasdobrasil #destinosimperdiveis #allgreatphoto #registrosmai0 #caminhandonobrasiI #mom #maedemenina #maedemenino #loucosporviagens #selfiepelomundo #melhoresdestinos #bestnine2017 #MulheresViajantes #missaovt #mtur #vejario #essemundoenosso #mochilandocomelas #goprobrasil #eupraiana #queroviajarmais #destaquebrazil

A post shared by Mulheres Viajantes 🛫 (@naestradacomasminas) on

 

4. Mariana Viaja

A jornalista mineira Mariana Bueno tinha como sonho de infância conhecer o Rio de Janeiro e pelas voltas que a vida dá, ela não só o realizou, como atualmente mora lá. Como todos sabemos, a vida não anda fácil por lá e no intuito de fugir de estereótipos, ela lançou a hashtag #MaisFeliznoRio, em que aborda lugares e características cariocas pouco exploradas, marcando uma cultura riquíssima e de resistência.

View this post on Instagram

Bem antes de sequer sonhar em viajar (sozinha ou mesmo acompanhada), eu já tinha saído de casa sozinha, mudado de cidade/estado. Eu estava tão certa das minhas escolhas que acho que nem foram decisões tão difíceis – embora, em algum ponto, possam ter sido, sim, eu é que talvez já nem me lembre… rs . Acho que foi assim que comecei a entender que #SouMinhaMelhorCompanhia. Cheguei ao Rio e tive de recomeçar minha vida do zero, conhecer novos lugares (e aqui não falo de turismo, mas sim da padaria, do mercado, das lojas, etc), me estabelecer profissionalmente, conhecer pessoas, criar laços… Era eu e eu mesma. E precisava dar certo! A partir disso eu tive certeza de que poderia fazer o que eu quisesse (inclusive viajar, ou recomeçar novamente) mesmo que não tivesse alguém para me acompanhar/apoiar. Tem muito mais a ver com desejo que com coragem. . Mudar de casa, de cidade, de emprego, de país… Pode ser por trabalho, vida pessoal, por necessidade, ou algo interno que a gente nem sabe bem o que é… mas que motiva a se movimentar. Quando um lugar fica pequeno demais ou grande demais pra você? Quando e como saber que não dá mais e que é hora de mudar? A decisão é minha (é sua), não é de mais ninguém. Estou nessa fase. Saber que #SouMinhaMelhorCompanhia ajuda a saber que não adianta querer que alguém resolva por mim e me dá a certeza de que quando a gente segue nossos desejos, tudo tende a conspirar a favor. . E você, já passou por isso? Como foi? Se fosse se mudar hoje, sozinha, se não houvesse nenhum empecilho, para onde iria ou o que faria? Responda, comente, poste, escreva, use #SouMinhaMelhorCompanhia para que eu possa acompanhar! Vamos mostrar que sabemos viver do nosso jeito, do jeito que nos faz feliz! . #marianaviaja #mudanças #viajandosozinha #viajarsozinha

A post shared by Por Mariana Bueno (@marianaviaja) on

5.  Eu sou à toa

A fofíssima jornalista mineira Lívia Aguiar roda o mundo com dicas para viajantes independente em uma escrita leve e apaixonante. Se dividindo entre BH e São Paulo, ela produz conteúdo cultural bastante interessante sobre essas cidades.

6. Lalai Persson

A Lalai é uma das fundadoras do Chicken or Pasta e tem uma vasta experiência em festivais de música pelo mundo. Há 20 anos, ela está no meio e a sua volta ao mundo foi realizada em torno de alguns dos maiores e mais interessantes festivais. Ela traz uma reflexão bem interessante para quem pensa que depois dos 40 anos, a gente não pode viajar mais, ainda mais sendo casada.

7.  Carpe Mundi

Uma das mãos por trás do site Carpe Mundi, a Anna Laura tem um daqueles feeds surreais de lindos e perfeitos. O trabalho é tão impecável que ela oferece consultorias junto com a sócia, Betina Neves. Ambas viajam o mundo, na maioria do tempo, separadamente e produzem fotos de babar.

View this post on Instagram

Pra mim viajar no Brasil tem um significado profundo. Significa sair da sua bolha (porque o país é muito grande, então inevitavelmente acabamos em uma) e entender o Brasil sob outras perspectivas. Significa conhecer e valorizar a nossa tão maravilhosa cultura nacional, com todas os seus sabores, cores, tradições, tão diversos entre si. É gerar renda para comunidades locais e incentivá-las a preservar a natureza da onde vivem. É reverter nosso eterno complexo de vira-lata que diz que ir pro exterior é muito melhor. Quanto mais eu viajo mundo afora, mais eu tenho vontade de voltar e rodar pelo Brasil. E dá pra começar bem perto: quanta coisa tem aí no seu estado mesmo que você ainda não viu? Uma sugestão de livro: Encaramujado, de Antonio Lino, de um brother que viajou o Brasil por um ano numa KOMBI. Sonho <3 @venturasviagens

A post shared by Betina Neves (@betina.neves) on

8. No Mundo da Paula

A baiana Paula Augot já conheceu 45 países e atualmente, vive em Hong Kong. Ela levanta bastante a bandeira da negritude e é isso é importantíssimo para pensarmos os lugares que ocupamos nesse mundo.

 

9. Viajei Aqui

O casal Digliane e Francine contam seu mochilão de cinco meses por toda a América do Sul, através da ótica de duas mulheres viajantes. Sério, as paisagens são tão incríveis que é difícil descrever!

View this post on Instagram

Então é isso aí beibe, nosso último rolê do último país dessa trip que durou quase 5 meses. Uma viagem que surgiu de uma conversa casual onde a Fran disse “tenho muita vontade de viajar pela América Latina”, pronto, menos de seis meses depois estávamos cruzando a fronteira Brasil x Uruguai. Um frio na barriga, mochilonas nas costas e 15.282km pela frente de aventura, encontros, criações, descobertas e parceria, muita parceria entre nós, nosso amor e nossos sonhos! Sonhos que durante o caminho deixaram de ser só nossos mas também daqueles que nos acompanharam que torceram e emanaram pra gente as melhores energias. Energias essas que nos deu força durante as horas de espera por carona, as chuvas nos acampamentos e os mais de 300km de trekking que fizemos! Obrigada por ser você, obrigada por ser “vamo” quando digo “vamo”, por ser cuidado e paciência mesmo quando estávamos perdidas, obrigada por me proporcionar essa jornada que perpassam kilometros mas também quem sou no mundo, uma jornada que cruzou a alma e me conectou comigo mesma! O @viajeiaqui nasceu da ideia de registrar essa trip, e hoje mais que um projeto se tornou um propósito de vida. O simples fato de compartilhar nossos sonhos nos conectou com varios “terráqueos” pelo Brasil e até fora. Era difícil imaginar que receberíamos tantas mensagens de incentivo e carinho e hoje só temos a agradecer por isso, vocês nos colocaram em movimento. ~ Obrigada Terráqueos 🙏 Voltamos ao Brasil já pensando na próxima trip, porque como vocês sabem .. esse mundão é grande, lindo demais e a gente não para! 🌎❤️ . . Pra quem ainda não se inscreveu no canal, ainda dá tempo e o LINK tá na BIO. Se conecte, se jogue nesse mundão e compartilha com a gente. 🛸

A post shared by Viajei Aqui 🏳️‍🌈 (@viajeiaqui) on

10. Debbie Corrano

A paulista Debbie Corrano é nômade digital e viaja o mundo com seus cachorros, Luca e Lisa, há mais de três anos. Ela traz debates bem bacanas sobre viajar com os seus pets e morar sozinha há tanto tempo.

 

É tanta gente incrível que faltou espaço para falar de todas mulheres! Quem mais você acrescentaria a essa lista?

 

Acompanhem outras listas do gênero nos seguintes sites:

M pelo Mundo

Ideias na Mala

Carpe Mundi

Viagem e Turismo

Raízes do Mundo


Acompanhe o Mulheres Viajantes por aqui também!

Facebook: facebook.com/projetomulheresviajantes

Instagram: @mulheres.viajantes

Youtube: https://www.youtube.com/mulheresviajantes

Pinterest: https://br.pinterest.com/mulheresviajantes/

Se estiver em busca de hospedagem, aproveite o nosso link do Airbnb para conseguir um desconto de 100 reais em sua primeira viagem: www.airbnb.com.br/c/tcarneiro11

4 comentários em “10 perfis de Mulheres Viajantes para seguir no Instagram e se inspirar

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.