ROTEIRO DE VIAGEM// Santiago do Chile

A proposta deste roteiro é aproveitarmos o que temos de melhor em Santiago, a sua efervescência cultural e sua natureza preservada, por isto, você terá museus, instituições culturais e parques elencados aqui.

Proposta de roteiro

Dia 1: Plaza de las Armas > Palacio de La Moneda > Centro Cultural Palacio de La Moneda > Museu Chileno de Arte Pré-Colombiana> Cerro Santa Lucía

Dia 2: Museo de la verdad y de los derechos humanos > Parque Quinta Normal > Cerro San Cristóbal 

 

Dia 1

O primeiro dia será aproveitado para entendermos um pouco da cultura chilena e dos latino-americanos como um todo. Lugares históricos e museus fazem parte deste roteiro!

 

Plaza de las Armas

É o marco zero da cidade e a principal praça. Ali, você consegue observar os chilenos ocupando o espaço público com seus afazeres cotidianos. Eles não a usam apenas como lugar de passagem. Você pode encontrar crianças tomando banho nas fontes, artistas de rua cercado por pessoas a admirá-los. Ela está cercada por construções históricas como a Catedral, o prédio dos Correios e o Museu Histórico Nacional. Sob a praça está a estação de metrô Plaza de Armas – L5.

 

Plaza de Armas em Santiago // Foto: Falando de Viagem

 

 

Palacio de La moneda

Um lugar extremamente emblemático para a história chilena, pois foi ali que foi dado o golpe no governo de Salvador Allende e foi instaurada a ditadura chilena na década de 1970. É possível acompanhar as regulares trocas de guarda, que são um espetáculo à parte.

 

Palacio De La Moneda // Foto: santiagodochile.com

 

Centro Cultural Palacio de La Moneda

O centro cultural é subterrâneo e tem uma entrada ao lado do Palacio de La Moneda. Ali, você pode encontrar exposições de arte chilena, arte contemporânea e moderna. O espaço conta com uma cinemateca fantástica também!

O acesso é fácil e você pode chegar ali pela estação de metrô La Moneda.

Centro Cultural Palacio de La Moneda // Foto: Tripadvisor

 

Funcionamento:

Segunda a Domingo 9:00 a 19:30 horas

Valores

Chilenos e estrangeiros residentes $3000

Estudantes, Convênios e Idosos: $1500

Estrangeiros $5000 | Estudantes estrangeiros $2500

 

Museu Chileno de Arte Pré-Colombiana

O museu é fantástico e traz uma exposição grandiosa. Fiquei por três horas visitando, mas não terminei de ver o acervo. Ali você encontrará artefatos arqueológicos, terá contato com a narrativa histórica de diversos povos através de sua plumária, tapeçaria, metalurgia, entre outros. Vale muito a pena a visita!

Endereço: Bandera 361, Santiago, Chile (Próximo ao metrô Plaza de Armas)

 

Funcionamento:

Terça a Domingo de 10 às 18 hrs. (com entrada até às 17:30).

Valores

Entrada geral: $4.500

Estudante com identificação: $2.000

Morador de Santiago: $2.000

Menores de 10 anos e estudantes em grupos: entrada gratuita

Entrada gratuita no primeiro domingo de cada mês.

 

Museo Chileno de arte precolombino // Foto: Divulgação do museu

 

Cerro Santa Lucia

O Cerro Santa Lucía é próximo ao metrô Santa Lucía (L1). O mirante tem uma vista incrível, mas é super lotado. Dali você pode observar a majestosa Cordilheira dos Andes. Portanto, tente ir cedo para evitar a muvuca da galera. A entrada é gratuita.

 

Cerro Santa Lucia // Foto: santiagodochile.com

 

Dia 2

Museo de la verdad y de los derechos humanos

O Museo de la verdad y de los derechos humanos é completamente dedicado a discutir a ditadura chilena e se coloca de um modo importantíssimo para discutir a relação entre memória e história de um povo. A ideia de que as pessoas tenham acesso é tamanha que a entrada é gratuita, fica próximo ao metrô e ao Parque Quinta Normal.

Vale muito a pena a visita e já reserve duas a três horas para ver tudo com calma. A arquitetura é incrível também.

Museo de la verdad y de los derechos humanos // Foto: Flickr

 

Parque Quinta Normal

O parque fica ao lado da estação de metrô com mesmo nome. Com entrada gratuita, aos finais de semana é o lugar em que você encontrará os chilenos. É um passatempo delícia você comprar algo no mercado e comer por ali, ficar deitado na grama e curtir o lugar. Lá você pode ir ao Museu de História Natural e ao Ferroviário. Entrada gratuita.

Parque Quintal Normal // Foto: santiagodochile.com

 

Cerro San Cristóbal

O ponto natural mais alto de Santiago! De lá você consegue ver toda a cidade e a cordilheira dos Andes. É uma beleza de tirar o fôlego. Você pode optar por ir a pé e gastar cerca de duas a três horas neste trajeto ou subir pelo funicular, uma espécie de bondinho chileno. Vá com o tempo para desfrutar da vista e do passeio que é delícia demais.

 

Cerro San Cristobal // Foto: Revista Viagem e Turismo

 

Museu La Chascona

O Museu-casa La Chascona foi uma das residências do consagrado poeta chileno Pablo Neruda, que morreu no início da ditadura chilena na década de 1970. Além de preservar a organização da casa, o museu fala muito de uma arquitetura vanguardista e de uma forma de pensar uma casa, bem diferente do que estamos acostumados.

 

 

Casa Museo La Chascona// Foto: Fundación Neruda

Espero que você tenha curtido este roteiro em que separei os lugares mais incríveis da região central da cidade e em que você pode desfrutar o melhor dela. Desta forma, separei lugares diversos como parques, museus, centros culturais e mirantes. Me conte quando experimentar este roteiro. Tenho certeza que vai adorar!

 

 

Acompanhe o Mulheres Viajantes por aqui também!

Facebook: facebook.com/projetomulheresviajantes

Instagram: @mulheresviajantesblog

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCuNjuxEaGsrH6KCbg0c_jqA

 

Se estiver em busca de hospedagem, aproveite o nosso link do Airbnb: www.airbnb.com.br/c/tcarneiro11

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.