santa felicidade curitiba

Conhecendo o Bairro de Santa Felicidade, em Curitiba

O bairro de Santa Felicidade em Curitiba é um dos 16 bairros que compõem a região de mesmo nome. Ali existia a antiga Colônia de Santa Felicidade, um núcleo de imigrantes, principalmente, italianos.  As levas de imigrantes se acentuaram a partir de 1878, quando vieram pessoas principalmente das regiões de Veneto e Trento, no norte da Itália. Os italianos dedicaram-se inicialmente à produção de queijos, vinhos e hortigranjeiros. Parte das terras foi doada por Dona Felicidade Borges aos imigrantes italianos, desta forma, ela foi homenageada pelos curitibanos.

Se você conhece São Paulo ou é daqui, vai sentir uma vontade inenarrável de comparar o bairro ao Bixiga, de forte imigração italiana e de resistência cultural negra. Porém, qualquer comparação não funcionaria neste caso.

Santa Felicidade tem uma organização própria e fico pensando se de alguma forma, ali foi pensado para valorizar o turismo da região também. As ruas são planas, amplas, arborizadas e limpas, da mesma forma que o centro da cidade.

A nossa visita aqui foi no mesmo dia em que passamos pela UNILIVRE & pela Ópera de Arame e assim, acabamos fazendo um batidão para almoçarmos (por volta das 16h! cuidado com estes horários, pois eles almoçam e jantam cedo).

UNILIVRE em Curitiba

Onde comer em Santa Felicidade

 

Velho Madalosso

Em frente a ele, existe o bombadíssimo Madalosso, que é considerado o maior restaurante da América Latina. Mas não chegamos a entrar neles, pois queríamos algo mais acolhedor e com mais uma carinha aconchegante.

O sistema deles é de rodizío de massas e acredito que paguei entre 60 e 70 com refrigerante. Entre os pratos servidos, o meu preferido foi o Conchiglione de Figo. Juro, uma delícia! O cardápio está disponível no site deles.  Indico também o Canelone Romeu e Julieta e o Rondelli Verde ao Molho Branco.

 

santa felicidade curitiba
O interior do Velho Madaolosso // Foto por Thaís Carneiro

 

santa felicidade curitiba
Uma parede de antiguidades no Velho Madalosso // Foto por Thaís Carneiro

 

Informações

F U N C I O N A M E N T O

Aberto de terça a sábado para almoço e jantar.
Sábados, domingos e feriados, é servido apenas o almoço das 11h30 até as 23h30.

 

C O N T A T O

Telefone: 41 3273-1014

Site: http://www.velhomadalosso.com.br/index.php/pt-BR/

 

L O C A L I Z A Ç Ã O

Av. Manoel Ribas, 5852 –  Santa Felicidade

 

Onde se hospedar em Curitiba

O queridinho Motter Home Hostel foi a minha escolha em Curitiba e já falamos mais sobre ele: Motter Home Hostel, aconchego em Curitiba. Bem localizado, com um staff incrível, café da manhã impecável, você vai se sentir acolhido pela família Motter e terá as melhores dicas da cidade.

 

motter home hostel curitiba
Sala de estar do Motter Home Hostel, em Curitiba // Foto por Thaís Carneiro

Para reservar

Segura esse babado! Os leitores do Mulheres Viajantes ao reservarem sua hospedagem ganham 5% de desconto, usando o seguinte código #mulheresviajantesnomotter. ‘Bora aproveitar! Seguem os meios de contatos para vocês.

Informações

Motter Home Hostel

Rua Desembargador Motta, 3574 – Mercês

Telefone: 55 41 3209 5649

Site  Email Facebook Instagram

*A hospedagem no Motter Home Hostel foi uma cortesia do mesmo. Todas as parcerias estabelecidas com o blog, partem de uma curadoria específica que dialogam com uma forma de viajar específica: o slow travel e trocas comerciais humanizadas.

 


Acompanhe o Mulheres Viajantes por aqui também!

Facebook: facebook.com/projetomulheresviajantes

Instagram: @mulheres.viajantes

Youtube: https://www.youtube.com/mulheresviajantes

Se estiver em busca de hospedagem, aproveite o nosso link do Airbnb: www.airbnb.com.br/c/tcarneiro11

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.