Faça uma mala prática e inteligente

O feriado está chegando e já bateu o desespero porque arrumar a mala não é contigo? Você é o tipo de pessoa que deixa para organizar as coisas horas antes de sua viagem? Sente sempre que está esquecendo algo e por isso já leva um monte de roupas, acessórios e sapatos para garantir que não faltará nada? Ou você não gosta de arrastar mala por aí e ao tentar ser econômica(o), esquece um tanto de objetos?

Confesso pra vocês que já testei várias formas de montar uma mala e errei bastante. Fiz malas de última hora e acabei esquecendo roupas, objetos e até de sacar DINHEIRO às vésperas de uma viagem internacional, sendo que me dei conta dessas falhas quando estava chegando em meu destino. Também já esqueci adaptadores de tomada, fundamentais quando você se depara com entradas distintas, o que já me fez ficar sem comunicação em um aeroporto argentino.

Existe viagem perfeita?

Por outro lado, no começo do ano, tive uma crise de lombalgia aguda e fiquei semanas na fisioterapia, desencadeada por um excesso de peso da mochila que eu carreguei em um viagem poucos dias antes. Obviamente, a minha coluna já vinha sendo maltratada por hábitos ruins, mas o start acabou sendo as longas horas de estrada na mesma posição e uma mochila nas costas.

Respira e vem comigo pensar em malas mais inteligentes e enxutas!

 

Organize os seus compromissos

Muitos falam que é importante listar todos os objetos, roupas, sapatos e acessórios que você levará na viagem, mas antes de correr para anotar estes elementos, pense os compromissos e ocasiões que a sua viagem envolve. Você ficará o dia inteiro na praia, tomando um sol? Terá uma festa de casamento durante a viagem? Trata-se de uma viagem de trabalho?

Nem sempre a sua viagem se encaixará em apenas um contexto, afinal, você pode ter compromissos formais, intercalados com dias sem nenhum evento marcado. Também pode visitar lugares frios e outros, mais quentes, em um curto período de tempo e sua mala precisa dar conta disto.

Dia a dia, anote no calendário, o que está previso no seu roteiro de viagem, para poder ter uma visão mais geral!

Pinterest

Liste o que irá levar

A partir dos seus compromissos listados, organize a lista do que você precisará levar. Para tanto, você deve pensar em roupas que conversam entre si em estilo. Muitas pessoas dão a dica de montar uma mala que dialogue em uma paleta de cores, mas acredito que isso tem mais a ver com o estilo de vida da pessoa e suas prioridades. Paleta de cores é meu amorzim, porém, para um tanto de pessoas nem faz sentido pensar nesta chave. Assim, veja o que faz sentido para você!

Coloque na sua lista não só as categorias, mas a quantidade. Por exemplo: dois shorts, cinco camisetas, carregador de celular, óculos de sol, três pares de meias.

 

Não leve roupas que você não usa

Parece uma contradição em termos, mas quem nunca fez uma mala com roupas que considera bonitas, mas simplesmente não usa no cotidiano porque ela era apertada, não combinava com o seu estilo, estava rasgada ou desfiada, amassava fácil, te pinicava ou a cor não te apetecia? Quase todos já passaram por isso e se for o seu caso, já separa essas roupas, sapatos e acessórios para serem doados e/ou vendidos.

Se você levar esses elementos em viagem, você pode ficar com o pé todo machucado ou carregar um tanto de peso à toa, porque ficarão embolados no fundo da mala. Porém, se você deixar na sua casa esperando quiçá um dia para vocês reatarem o relacionamento, vai não só ocupar espaço, mas deixar algo que poderia ser útil para alguém, estragando no fundo do seu armário.

 

Leve embalagens em miniatura ou produtos sólidos

Parece besteira, afinal, você nem está levando tantos cosméticos assim. Mas, vai, por mim, além de economizar espaço na mala e diminuir o peso, você não precisa se preocupar em ver os seus produtos sendo jogados fora em viagens internacionais.  Apesar de no Brasil não ser comum encontrar embalagens em miniaturas para vender, você pode comprar um kit de miniaturas com necessáire transparente que pode ser encontrada em lugares como armarinhos e farmácias.

Outra opção é comprar versões sólidas de seus produtos. Existem marcas que vendem shampoos, desodorantes e perfumes sólidos, entre outros. Você pode repartir o produtos para não ocupar tanto espaço e evita aquela tristeza de dar de cara com a bolsa inundada de shampoo ou lambuzada do creme que vazou. Uma ótima alternativa neste quesito é a marca Trópica Botânica, que é conduzida por um casal vegano querido em Curitiba e preza por uma economia mais sustentável, que valoriza a produção local baseada em trocas mais humanizadas. Não é jabá, é só amor mesmo.

 

Trópica Botânica

Cuidado com os excessos

Vale sempre reforçar, mas não super lote a sua mochila/mala! Se você quiser trazer algo da viagem, ficará mais complicado e provavelmente, você sacolejará por aí pra trazer tudo. Digo por experiência própria porque em um mochilão de 15 dias, circulei com uma mochila de 60 litros nas costas, uma de 15 litros na frente, mas ecobag e sacola nos ombros. ZERO MOBILIDADE! Além de ficar super cansada com o peso que estava carregando, me era difícil andar de transporte público e andar em determinados espaços sem esbarrar nas pessoas .

Deixei cerca de 20% da sua bagagem para trazer coisinhas do seu destino ou simplesmente, porque ao refazer a sua mala, você provavelmente vai colocar os seus pertences DAQUELE jeito e ocupará mais espaço. Afinal, quem nunca ficou suando no último dia de viagem tentando encaixar todas as coisas para conseguir vir embora?

Viajando sem grana! parte II: o transporte e a alimentação

Me contem abaixo quais estratégicas vocês usam para montar a mala de vocês =)

alemphoto.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *